Assepsia exige conhecimento do preço de autoclave

Conhecer o preço de autoclave e posteriormente adquirir o equipamento são apenas alguns dos primeiros passos da assepsia cirúrgica, um procedimento de extrema relevância para que se consiga evitar a contaminação dos tecidos no decorrer das técnicas invasivas. Essas etapas primordiais são seguidas por manobras de desinfecção, de anti-sepsia e, principalmente, de esterilização. 

preço de autoclave

Saiba mais sobre preço de autoclave, com a Dimor

Hospitais suportam custos de esterilização, incluindo o preço de autoclave, para o bem de todos os pacientes

Que não haja dúvidas: o hospital deve ser encarado com um espaço insalubre por vocação. Afinal de contas, é neste local que povoam uns microrganismos que não só podem contaminar diversos equipamentos, mas também conseguem provocar infecções de extrema gravidade e que exigem um tratamento bastante complexo. Aliás, há estatísticas preocupantes que comprovam que uma boa fatia dos pacientes acaba por sofrer de infecções… no decorrer da sua permanência hospitalar.

Felizmente, há meios que permitem que um hospital seja mesmo uma área higienizada: tudo depende das consciências da administração e da equipa que actuam nesse estabelecimento e que têm de suportar os custos de uma assepsia com esterilização, incluindo o preço de autoclave, para garantir um serviço de saúde sem riscos desnecessários.

Para quem não saiba, esterilização é a eliminação em objectos inanimados – como instrumentos e roupas – de todos os microrganismos que podem ser ou não patogénicos. Normalmente, esta descontaminação é realizada através de métodos físicos, recorrendo-se sobretudo à autoclavagem, o que causa poucos danos a cada um dos materiais esterilizados. A autoclave pode ser utilizada a 126 graus durante dez minutos.

 

Peça mais informações sobre esterilização, recorrendo à experiência da equipa da Dimor

 

Qual é a validade da esterilização?

. Caixa metálica – 30 dias

. Plástico – seis meses

. Embalagem de tecido – 15 dias

. Embalagem de papel – dez dias

 

Há outros complementos à esterilização numa assepsia. É o caso da utilização da roupa cirúrgica, que tem de ser durável, confortável, não impermeável e ainda sem qualquer tipo de fiapo. A máscara é um acessório fundamental, uma vez que cobre inteiramente a boca e o nariz para que se consiga proteger o paciente de quaisquer gotículas de saliva.

Como é óbvio, deve-se incluir nesta lista os calçados cirúrgicos que também são uma protecção contra os microrganismos hospitalares. Estes equipamentos caracterizam-se pela sua leveza, resistência e impermeabilidade.

A destacar ainda a relevância dos aventais, uma autêntica barreira entre a pele do cirurgião e a do paciente e que nunca deve ser utilizada entre uma zona estéril e uma área não estéril. Confortável, económico, resistente (à fricção, à pressão e ao estiramento) e não inflamável são apenas algumas das qualidades desses aventais.

Lavar as mãos e evitar falar, tossir ou espirrar junto do material cirúrgico são outros procedimentos essenciais numa assepsia.

 

Encontre um preço de autoclave acessível através da empresa Dimor

Contacte-nos


Imprimir

 

Dimor
Parque Industrial da Junqueira
Rua Entre os Muros, 54 – Armazéns BP/BQ/BR
 
2660-395 S. Julião do Tojal
t: +351 218 166 643
f:+351 218 145 871
e: dimor@dimor.pt

Siga-nos