Os principais cuidados numa esterilização por autoclave

Reconhecida como um processo bastante utilizado e que até oferece a maior segurança ao meio hospitalar, a esterilização por vapor saturado sob pressão, que recorre à autoclave, conta com uma lista de cuidados básicos e essenciais para que seja realmente bem sucedida. Trata-se de um conjunto de regras a seguir antes, durante e depois da esterilização. 

autoclave

 

Saiba mais sobre esterilização de materiais com a Dimor

 

 

Quais são as etapas necessárias antes da esterilização por autoclave?

Em primeiro lugar, os materiais têm de ser correctamente higienizados. Por exemplo, aqueles equipamentos que se encontram num estado um pouco mais crítico devem permanecer numa solução desinfectante durante meia hora, antes que se realize a limpeza.

Aliás, esta limpeza só pode ser manual, recorrendo-se, por exemplo, a escovas. No entanto, para diferentes materiais, diferentes soluções. Por um lado, os tubos, os drenos e os cateteres devem ser lavados com uma água e um detergente apropriado. Por outro, as seringas e as agulhas têm de passar por um detergente e, de seguida, ser enxaguadas abundantemente para que este seja removido por completo.

Ainda antes da esterilização por autoclave, é aconselhável o acondicionamento dos equipamentos em embalagens próprias, que permitam a esterilização. Cada um dos pacotes deve ser identificado correctamente e até tem de respeitar algumas medidas de altura e de peso: afinal, não se pode ultrapassar as dimensões de 30cm x 30cm x 50cm e o peso de sete quilos.

Colocar os pacotes leves sobre os mais pesados e deixar um espaço entre eles para que ocorra a drenagem de ar e a penetração do vapor são outras regras de ouro.

Peça mais informações sobre esterilização por autoclave através da Dimor 

 

Sabia que é proibido colocar o material esterilizado numa superfície fria e metálica?

No decorrer do processo de esterilização, o melhor é verificar frequentemente como se encontram os indicadores de pressão e de temperatura. Há uma razão entre tempo e temperatura: quanto mais calor houver, menor será a duração da esterilização e vice-versa.

Após a esterilização com autoclave, os profissionais são obrigados a abrir a pouco e pouco a porta do equipamento. Esta ainda tem de permanecer entreaberta entre cinco a 10 minutos.

De resto, é completamente proibido colocar os materiais numa superfície fria – aço inoxidável e pedra são apenas alguns dos exemplos - para evitar que os equipamentos fiquem húmidos. O melhor é recorrer a recipientes ou cestos vazios, até que estes arrefeçam. A mesma regra é válida para as superfícies metálicas.

Finalmente, os artigos esterilizados têm de permanecer num ambiente limpo, seco e arejado e que seja apenas restrito aos membros da equipa desse sector. O invólucro – de tecido de algodão cru, por exemplo – que contém estes equipamentos deve ser pouco manuseado para evitar algum dano.

 

Contacte a empresa Dimor e escolha a melhor autoclave 

Contacte-nos


Imprimir

 

Dimor
Parque Industrial da Junqueira
Rua Entre os Muros, 54 – Armazéns BP/BQ/BR
 
2660-395 S. Julião do Tojal
t: +351 218 166 643
f:+351 218 145 871
e: dimor@dimor.pt

Siga-nos